InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Bem vindo

Bem vindos!



Sejam bem-vindos!
Novato no fórum? Registre o seu personagem e crie sua ficha.
Bom jogo!
Calendário
DATA ON: 22 a 28 de Setembro de 2019.



» CLIMA: Nublado, gélido e sujeito a ventanias.
» ALUNOS: aulas (Duelos, Adivinhação e Runas Antigas). Festa do Pijama. ADULTOS: ações livres tanto no Castelo quanto no mundo bruxo.
Destaques

(Por ranking).

Sonserina - 79 PONTOS.

Corvinal - 74 PONTOS.

Lufa-Lufa - 30 PONTOS.

Grifinória - 5 PONTOS.



Links úteis

LINKS ÚTEIS.


» Trama.
» Regras.
» Avisos.
» Listas.
Parceiros
Quer ser Parceiro? Adicione nosso button e envie um email para accio.forever@gmail.com



Créditos


Créditos.


O Accio Hogwarts é um Fórum de RPG baseado nas histórias de J.K.Rowling. Sem fins comerciais. Todo conteúdo disposto no fórum - imagens, html e tramas - é de uso único e exclusivo do ACCIO HOGWARTS.

Compartilhe | 
 

 Elizabeth Mason - Grifa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Elizabeth Mason
Aigam
avatar

Mensagens : 1054
Data de inscrição : 29/06/2011

MensagemAssunto: Elizabeth Mason - Grifa    Dom Jul 10, 2011 8:30 pm

Elizabeth Aillen Mason
Apelido (s): Lizzie, Liz,Liza.
Idade: quase 17
Parentes: Pais- Aidan e Geneviève Lefevbre-Mason, irmão mais velho John Mason
Raça (sangue-puro, mestiço ou trouxa?): Puro
Data de Nascimento: 08/12
Local do Nascimento: Liverpool.

Aparência
Altura:1m70
Olhos: verdes
Cabelos: castanhos escuros, levemente ondulados nas pontas
Corpo: Meu peso? O que posso te afirmar com certeza é que ele está bem distribuído e nos lugares certos. Não sou do tipo voluptuosa, aquele tipo que os garotos quase destroncam o pescoço para ver passar... pelo menos é o que acho, afinal nunca presenciei essa cena!
Avatar: Sophia Bush

Personalidade
Sou espontânea, divertida, do tipo que está sempre por aí aprontando alguma coisa, às vezes só pelo prazer de me divertir. Completamente apaixonada pela vida, vivo cada minuto como se fosse o último, afinal em algum momento ele vai ser mesmo! Além disso sou do tipo de garota que vive nos extremos: ou amo, ou odeio, o meio termo, o lugar comum jamais me agradam. Não deixo passar em branco nenhuma ofensa, aceitando os desafios sem pestanejar, o que me torna bastante impulsiva. Alguns dizem que sou bastante teimosa, mas prefiro quando elogiam a minha inteligência, apesar de não passar muito tempo da minha vida com a cara nos livros, estudando. Sempre ostentando um sorriso, sou bem humorada e não gosto de ver ninguém ao meu redor triste ou desanimado. Expressiva e sociável, faço amigos com facilidade e sou bastante carismática. Leal e companheira também. A humildade? Ela é meu sobrenome! Não gosto de falar de mim e não costumo comentar sobre meus sentimentos ou problemas com ninguém (talvez possamos abrir um precedente para John, meu irmãozinho, e meus melhores amigos), e prefiro sofrer silenciosamente a me fazer de vítima; John define isso como uma garota durona... Balela! Embora eu seja uma diva e divas não tenham (muitos) defeitos A coragem que às vezes se torna impulsividade, o fato de não me abrir com facilidade e reprimir os sentimentos desagradáveis, além da teimosia, é claro. Mania? Quando nervosa não costumo encarar meu interlocutor e enrolar freneticamente uma mecha dos meus cabelos.
Forma do Patrono: Raposa
Cheiros de atração: Chocolate, amadeirados e uma fragrância masculina que não sei definir bem....

Dados Escolares
Casa: Grifinória
Varinha: É feita de pinheiro, no seu núcleo uma pena de fênix, flexível, mede 22 cm e meio, apta para feitiços complicados. Se ela é temperamental? Não tanto quanto a dona...Garanto!
Animal de estimação: Uma gata, Muffin

Welcome to my life!
Minha história?! Merlin, por onde eu começo? Bem...vamos lá! Podemos começar pelo mais fácil e óbvio, ou seja, com meus pais? Tudo começou há quase... vejamos 20 anos quando o jovem Aidan, vulgo papai, saía o Ministério da Magia e se deparou com a jovem Geneviève Lefebvre, segundo papai ele nunca tinha visto uma garota com tantas cores juntas (não, minha mãe não é uma metaformaga, só tem um gosto excêntrico pra cores!). Mamãe parecia perdida e seu inglês naquela época não era dos melhores. Imagine uma francesa se embolando no inglês falando em milhares de rotações por segundo? Era ela! Então papai, super gentil a ajudou a encontrar o Profeta Diário (ela seria correspondente para a versão francesa deles), enquanto caminhavam conversaram e quando chegaram lá, papai quase foi alvo de um feitiço mal executado de um garotinho, filho de uma das colunistas. Mamãe o protegeu e segundo papai foi naquele instante que ele se apaixonou perdidamente por ela. Meses depois, se casavam numa tarde primaveril em Liverpool, cidade natal de papai, alguns meses depois nascia John Mason (meu irmão) e aproximadamente 11 meses depois num dia sol em pleno outono britânico a família aumentou de número, pois além dos 3 gatos de mamãe Autum, Thunder e Mack, os Mason foram presenteados com o nascimento de uma linda garotinha: Elizabeth Aillen Mason - também conhecida como "eu". Nasci franzina, com cara de joelho e os olhos verdes de mamãe... mas ao contrário do que era de se esperar não era careca! Eu e John sempre fomos muito próximos, ainda que tenhamos personalidades distintas (o que, imagino tenha sido relevante quando chegamos em Hogwarts). se fôssemos nos comparar a elementos naturais ele seria o gelo e eu, como você já deve ter notado, o fogo. Juntos, no entanto, somos um só. É bem conveniente ter alguém que te entende assim. E faz bem ter uma amizade dessas que nada pode estragar. De todo jeito, nossa infância foi extremamente feliz, repleta de tudo aquilo que uma boa infância deve ter: aventuras, confusões, broncas e ralados no joelho.

A primeira coisa excepcional que ocorreu na nossa família foi com John. É claro que sabíamos da existência de magia, porque o nosso bairro era estritamente bruxo, mas para nós, era uma coisa restrita aos adultos. Então, quando Johnny - eu o chamo assim - explodiu o vaso de flores da nossa vizinha gorda, as reações foram variadas: meus pais se encheram de orgulho, afinal, ele só tinha nove anos, e eu me enchi de dúvidas. Seguindo alguma lógica que, na época, parecia fazer sentido, eu deveria explodir alguma coisa 11 minutos depois de John. Então me sentei e esperei. Os 11 minutos se passaram, viraram quinze, uma hora, dias! E nada de eu manifestar alguma magia. Acho que foi a maior crise existencial que já enfrentei. Meu pai, é claro, estava todo esperançoso em relação à Hogwarts: ‘daqui a alguns anos’, repetia sempre que encontrava John e isso era inaceitável pra mim. Como eu ficaria sem ele? Certo, ele era chato e superprotetor demais mas era meu irmão!

Meses se passaram e eu já estava convencida de que teria que me virar sendo o que os trouxas chamam de aeromoça num daqueles aviões enormes - e a ideia não era tão má assim mas ao lançar meu aviãozinho de papel, ele pegou fogo. Não fogo normal, não. Era colorido! E, sem dúvidas, foi o incêndio mais bonito da história de Liverpool, menos pra senhora Madison, cujas cortinas caríssimas pegaram fogo, diga-se de passagem.

Minha vida, enfim, voltava ao normal. Eu e John passávamos noites em claro discutindo sobre Hogwarts e tudo que poderíamos fazer quando comprássemos uma varinha, e quando finalmente chegou o momento: foi mágico - perdoem-me a piada pronta. Eu nunca vi os olhos do meu pai brilharem tanto daquele jeito quando duas corujas avançaram em direção à janela da sala de estar. Cada uma trazia uma carta, e eu me lembro do que dizia até hoje. Enfim ingressaríamos em Hogwarts! No dia do embarque, meu coração estava acelerado mas acho que ele nunca vai bater tão forte quanto bateu na hora que o chapéu seletor chamou meu nome. John já havia sido selecionado para a Corvinal, casa do meu pai. E eu, óbvio, esperava ser mandada pra lá também, afinal por que seria diferente? Quando eu descobri ser uma grifa, um misto de sensações me invadiu. Não era uma má ideia não ser totalmente presa ao John, e eu faria amigos diferentes sem ele por perto. Todavia, eu sentia medo de não tê-lo do meu lado, como sempre tive.

Nas férias do quarto ano (ou já era quinto ano? Enfim, não importa!) John sofreu um acidente, o que fez com que meus pais se debruçassem sobre ele dia e noite. Durante esse período fiquei com a minha madrinha, Justine Dubois (a diretora de Beauxbottons) na França. Preciso dizer que me revoltei por ficar longe deles e, pior, sem explicação plausível pra isso? Desnecessário né?

Portanto assim que voltamos para Hogwarts vendo que meu irmãozinho, assim como meus pais tinham feito, não abriria a boca pra me contar o que tinha acontecido com ele, decidi investigar por conta própria. De verdade, você não acha que eu ficar sem explicação, acha?

E foi assim que descobri o mais novo segredo de John, não havia sido um acidente qualquer, do tipo tentei bancar a Lizzie e caí da vassoura, não! Ele foi atacado por um lobisomem e contaminado. Bacana não? Agora eu tinha um irmão super protetor e lobisomem, tudo que pedi a Merlin...

Enfim, terminada a tal transformação o lobinho não deu pela minha presença, o que, admito, foi um alívio mas passado esse momento de crise, coloquei John contra a parede e exigi a verdade. Eu não era um bebê, muito menos uma bonequinha igual aquelas dos trouxas que se quebram por qualquer coisa, eu tinha 14 anos já! Ok, super adulta... De qualquer forma, mantive o segredo de John a salvo e sempre o ajudei após as transformações.

Agora estou no meu sétimo e último ano, eu e John continuamos tão próximos quanto antes, afinal estar na mesma casa ou não, não significava distanciamento, uma vez que tínhamos algo muito maior e muito mais forte, um laço que nada poderia cortar, éramos irmãos, fato este que já nos torna íntimos de uma maneira única. Entretanto, os anos nos tornaram muito diferentes e cada um seguiu seu rumo, ele nos estudos (brilhante como todo Corvinal, apesar de atrapalhado) e eu no time de quadribol.Meu coração? Eu... bem, eu? Eu prefiro não falar sobre isso, tenho preocupações maiores do que me apaixonar por alguém que me beija num dia e no outro se atraca com a 1ª que aparece e...É melhor mudar de assunto, afinal o mal não merece comentários.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 515
Data de inscrição : 13/06/2011

MensagemAssunto: Re: Elizabeth Mason - Grifa    Ter Jul 12, 2011 5:48 pm

Ficha aprovada e movida para o tópico Gryffindor.
Bem-vinda!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://acciohogwarts.forumeiros.net
 
Elizabeth Mason - Grifa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Parque Rainha Elizabeth
» I got one less, one less problem - Elizabeth Walker Dibord
» [Exame Chuunin] 1ª fase - Jinsei Elizabeth (Lizzy)
» MvP [Chacina] - Will Marcus, Leslie Daniels, Herbert Florus, Clare Elizabeth

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Gryffindor-
Ir para: