InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Bem vindo

Bem vindos!



Sejam bem-vindos!
Novato no fórum? Registre o seu personagem e crie sua ficha.
Bom jogo!
Calendário
DATA ON: 22 a 28 de Setembro de 2019.



» CLIMA: Nublado, gélido e sujeito a ventanias.
» ALUNOS: aulas (Duelos, Adivinhação e Runas Antigas). Festa do Pijama. ADULTOS: ações livres tanto no Castelo quanto no mundo bruxo.
Destaques

(Por ranking).

Sonserina - 79 PONTOS.

Corvinal - 74 PONTOS.

Lufa-Lufa - 30 PONTOS.

Grifinória - 5 PONTOS.



Links úteis

LINKS ÚTEIS.


» Trama.
» Regras.
» Avisos.
» Listas.
Parceiros
Quer ser Parceiro? Adicione nosso button e envie um email para accio.forever@gmail.com



Créditos


Créditos.


O Accio Hogwarts é um Fórum de RPG baseado nas histórias de J.K.Rowling. Sem fins comerciais. Todo conteúdo disposto no fórum - imagens, html e tramas - é de uso único e exclusivo do ACCIO HOGWARTS.

Compartilhe | 
 

 Calvin Platt

Ir em baixo 
AutorMensagem
Calvin Platt
Slytherin
Slytherin
Calvin Platt

Mensagens : 871
Data de inscrição : 01/08/2011

MensagemAssunto: Calvin Platt   Seg Ago 01, 2011 6:03 pm

((Dados do Personagem))
Nome completo: Calvin Withers Platt
Idade (lembrando que os alunos estarão no sétimo e sexto ano, logo a idade deve ser entre 16 ou 17): 17
Parentes: Fergus Platt (pai) Stella Withers Platt (mãe)
Raça (sangue-puro, mestiço ou trouxa?): sangue-puro
Data de Nascimento: 11.05.1995
Local do Nascimento: Londres

((Teste de Ação))
Descreva uma situação vivida pelo seu personagem, mínimo 15 linhas:

Calvin afundava-se na escuridão, era puxado, não conseguia lutar, não conseguia ver o que o atraía para o fundo, apenas via uma luz, ao longe, lá fora, à superfície. Tinha medo de tocar no fundo, sabia que seria a morte, tentava subir, nadar… nada, não acontecia nada. Apesar de estar de baixo de água conseguia respirar, estava vestido todo de negro, procurou alguma coisa nos bolsos, algo que o pudesse ajudar. Apenas encontrou um punhal, um punhal prateado, ricamente trabalhado. No punho estava uma pequena caveira, também ela em prata, que sorria para ele. A caveira piscou o olho e disse com uma voz doce “ tu sabes o que tens a fazer, vá, fá-lo.” Calvin engoliu em seco, olhou para cima, a luz estava mais distante, olhou para as pernas que continuavam a ser puxadas por uma força invisível. Agarrou com força no punhal e começou a cortar a carne da perna, uma dor alucinante mutilava-o.

“Uma já está”, disse a caveira ternamente, “agora falta a outra”, ela continuava a sorrir para Calvin, o estômago deste parecia encolher, tinha náuseas e já não via tão nitidamente. Apesar de conseguir respirar o seu cérebro dizia-lhe que isso não era natural, tinha que sair dali e, se tocasse no fundo... seria o fim. Recomeçou o mesmo movimento mórbido, a carne da sua restante perna era retalhada a custo, “vá, agora é o osso, força, já só falta essa” dizia sorridente a estranha caveira. Finalmente estava feito, “óptimo, agora nada, salva-te… mas vais deixa-los ali?”, Calvin que tinha começado a nadar em direcção à luz parou, suspenso na escuridão, olhou para baixo, estava tonto com a dor mas pareceu-lhe ver corpos, estariam ali pessoas? Olhou com mais atenção, ele conhecia aquela gente, olhavam-no de olhos fechados, a pele branca, pareciam ter uma expressão de dor. Era a sua família, ali estavam, todos, mas estavam lá mais três pessoas, os seus melhores amigos também pareciam presos no fundo.

Nadou até eles. Aproximou-se de uma rapariga, os seus cabelos loiros mexiam-se na água, era a única coisa que se mexia. Joanna, acorda, disse Calvin, mas ela não se mexeu. Nadou até aos outros, chamou por cada um, nem o pai, nem a mãe o ouviram, continuavam a dormir, sim o rapaz sabia que não estavam mortos, não podiam estar. Voltou a nadar até à rapariga loira, queria abraça-la, mas se o fizesse tocava no fundo, uma lágrima saiu-lhe do olho misturando-se com a água. Aproximou-se cauteloso de Joanna e sem tocar no fundo beijou-a na face, mais lágrimas caíram-lhe dos olhos, não queria que ela morresse.

Subitamente sentiu algo viscoso na testa, abriu os olhos e procurou com a mão o que era aquilo. Sangue, estava a sangrar. Olhou para a rapariga, esta abriu os olhos e sorriu, mas não era Joanna, os olhos eram de um branco leitoso, a pele estava agora cinzenta e o seu sorriso era malévolo coroado com dentes afiados, Calvin tentou nadar, tentou subir mas a criatura agarrava o seu pulso. Com o punhal golpeou o braço cinzento que o agarrava, mas não parecia funcionar, todos os outros corpos que até ali tinham estado mergulhados no sono acordaram também eles transformados em criaturas semelhantes àquela que o prendia, aproximavam-se dele, rodeando-o. Ouviu uma voz doce que parecia divertida, “foge, foge, vais tocar no fundo, foge” a caveira continuava a sorrir…

Calvin acordou molhado em suor, uma dor profunda atingira-lhe a cabeça, inicialmente não percebeu onde estava, olhou em volta, finalmente percebeu que estava no dormitório.

Aliviado, tomou consciência que tudo não passara de um sonho, tocou nas pernas, ainda lá estavam, mas ao faze-lo sentiu uma ligeira dor. As pernas estavam dormentes, levantou o lençol, estavam cobertas de cicatrizes.
Lembrou-se da luta no lago e de se ter transformado em corvo e voado em direcção à lua, para cima, e depois, nada, não se lembrava de mais nada. Tinha no entanto a certeza de que aquelas cicatrizes eram obra dos grindylows do lago negro.Contudo parecia estar bem, tinha que agradecer a alguém, só não fazia ideia de quem o tinha salvo. Mas iria descobrir…

((Aparência))
Altura: 1.82m
Olhos: azuis
Cabelos: castanho escuro
Corpo: elegante
Avatar: Gaspard Ulliel

((Personalidade))
Humor: Calvin adora rir. Tem imenso sentido de humor, mas por vezes demasiado negro e mórbido para o gosto das outras pessoas
Qualidades: Curioso, fiel aos amigos e ambicioso
Defeitos: sádico, por vezes demasiado distraído
Manias: quando tem fome não se importa de roubar comida das outras pessoas
Maior desejo: ser Ministro da Magia e implantar uma ditadura no mundo mágico
Maior medo: morrer
Forma do Patrono: Corvo
Cheiros de atração:
Pior memória: Ver a sua casa ser invadida por aurors
Vê testrálios? Sim

((Dados Escolares))
Casa: Slytherin
Matéria(as) preferidas: Feitiços, História da Magia, Trato das Criaturas Mágicas, Transfiguração.
Matéria(as) que não gosta: Herbologia, Adivinhação, astrologia.
Matéria(as) com mais aptidão: Transfiguração, História da Magia, Trato das Criaturas Mágicas.
Matéria(as) com menos aptidão: Adivinhação e Astrologia
Varinha: 34 cm, salgueiro, flexível, núcleo: pêlo de unicórnio
Animal de estimação: Bufo Real (Eurasian Eagle-owl)
Monitor: não
Quadribol: Artilheiro (chaser)
Objetos Mágicos: não

((História))

Calvin Platt é o filho único de uma família muito antiga de sangue puro que remonta à Idade Média. O seu antepassado mais conhecido é o feiticeiro Yardley Platt, conhecido por ser um assassino em série de Duendes.
Calvin tem muito orgulho na sua família, não em especial por Yardley Platt, mas pelos seus pais e avós, que são feiticeiros de grande sucesso.
Toda a família Platt, pertenceu aos Slytherin com excepção do Tio Gallard irmão do seu avô.
Calvin vive com os pais na mansão da família em Greenwich, Inglaterra.
Como filho único acaba por ser um pouco mimado, habituado a ter tudo de todos. Teve sempre uma educação por parte dos pais esmerada, e por isso, sempre que quer, é dotado de um simpático cavalheirismo, mesmo que este seja sínico e falso. Em Greenwich (onde mora) costuma sair todas as manhãs, ou quase todas e, ir voar, mas não de vassoura. Calvin adora voar nos seus cavalos alados, cuja mãe faz criação. O pai de Calvin trabalhava no Ministério da Magia, mas foi enviado para a Áustria e por Calvin ficou em Inglaterra com os avós e o Tio, que ele adora, Orion.
O facto de ser de uma família de puro-sangue sempre fez com que Calvin conhecesse bem o mundo da magia, e da magia negra, que sempre o impressionou. Mas Calvin é calculista, e sabe que para manter a sua aparência não deve deixar que certas pessoas conheçam este seu gosto pela magia negra.
Calvin, como verdadeiro Slytherin, pretende subir na vida, nem que isso seja feito à custa dos outros.
Em Hogwarts tem um grupo de amigos fiéis, assim como ele é fiel a eles, não fosse a casa de Salazar ser aquela onde se encontra os verdadeiros amigos! Calvin gosta de fazer algumas crueldades, e desrespeitar as regras, mas sempre discretamente, para que não seja prejudicado por isso. Como ele próprio gosta de dizer: “ Um Platt não faz, manda fazer!”




Em caso de desistência o que deseja que a adminsitração do forum faça com o personagem, doe ou mata? MATA


Última edição por Calvin Platt em Sab Ago 06, 2011 1:52 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Calvin Platt
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» • Help! We need somebody... - SM Calvin e Hunter •

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Slytherin-
Ir para: