InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Bem vindo

Bem vindos!



Sejam bem-vindos!
Novato no fórum? Registre o seu personagem e crie sua ficha.
Bom jogo!
Calendário
DATA ON: 22 a 28 de Setembro de 2019.



» CLIMA: Nublado, gélido e sujeito a ventanias.
» ALUNOS: aulas (Duelos, Adivinhação e Runas Antigas). Festa do Pijama. ADULTOS: ações livres tanto no Castelo quanto no mundo bruxo.
Destaques

(Por ranking).

Sonserina - 79 PONTOS.

Corvinal - 74 PONTOS.

Lufa-Lufa - 30 PONTOS.

Grifinória - 5 PONTOS.



Links úteis

LINKS ÚTEIS.


» Trama.
» Regras.
» Avisos.
» Listas.
Parceiros
Quer ser Parceiro? Adicione nosso button e envie um email para accio.forever@gmail.com



Créditos


Créditos.


O Accio Hogwarts é um Fórum de RPG baseado nas histórias de J.K.Rowling. Sem fins comerciais. Todo conteúdo disposto no fórum - imagens, html e tramas - é de uso único e exclusivo do ACCIO HOGWARTS.

Compartilhe | 
 

 Praça Central

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Narrador
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 30/06/2011

MensagemAssunto: Praça Central   Qui Dez 01, 2011 1:28 am

Foto em breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 128
Data de inscrição : 30/06/2011

MensagemAssunto: Re: Praça Central   Qui Dez 01, 2011 1:28 am

PRÓLOGO -- 22 de Dezembro


A noite estava agradável no vilarejo próximo a capital londrina. Seus habitantes reunidos se preparando para festividades de final de ano e tudo parecia tranquilo no vilarejo que abrigava dezenas de residências. Entretanto, essa paz foi quebrada quando seres encapuzados aparatados do nada empunharam suas varinhas na direção de algumas pessoas e alertaram - Nesta noite começaremos o expurgo dos sangues ruins e traidores do sangue! As trevas estão de volta! - o homem alto mal pronunciou essas palavras e executou o homem diante dele, um conhecido traidor do sangue, chamado Austin.

O corpo tombou e em pouco tempo o clima era terrível. Em todo o lugar, havia moradores do vilarejo correndo desesperadamente, tentando salvar suas famílias e a si mesmos. Outros, só empunhavam as suas varinhas e esperavam para ver o que viria a seguir. Sem perceber, uma jovem adentrou no perigo mais profundo. Ela atravessou os limites que haviam sido estabelecidos. Ela só percebeu isto quando tropeçou em seus próprios pés, que já não aguentavam o esforço que faziam. As suas mãos procuraram por sua varinha, que havia voado para algum lugar quando ela caiu ao chão. Ela levantou a sua cabeça, que agora doia, e procurou sua varinha com os seus olhos. Estava muito distante dela. Quando movimentou seu corpo para pegá-la, uma capa preta surgiu bem à sua frente.

– Veja o que nós temos aqui. – Falou ele. O tom de voz frio encheu os ouvidos da garota – Sangue-ruim. Você tem muita coragem de andar em um ataque, sabia? – Ele a segurou bruscamente.

– Me largue – Murmurrou a jovem, encontrando forças para fazê-lo em um lugar que não fazia ideia de qual era. Ela mexeu o braço que o mascarado estava segurando, tentando soltá-lo e ele apenas riu, um riso tão frio quanto a sua voz – Não se preocupe, sangue-ruim, eu cuidarei de você agora. Você já deveria saber que veio ao lugar errado.

Ela não fecharia os olhos se pudesse, quando jatos verdes saíram da varinha do homem em sua direção. Ela sentia a sua pele se abrir, como se alguém estivesse cortando-a. E quando olhou para baixo, viu que era quase como aquilo. Os cortes surgiram na sua pele clara. Uma dor, a dor que parecia dilacerante e desconhecida surgindo do fundo de sua mente. Não havia sangue. Só dor. E, não demorou muito para que a escuridão tomasse conta das vistas dela.

Por outro lado, uma jovem mulher ferida corria por uma rua praticamente deserta, com visíveis sinais de destruição, ela estava ferida e fugindo do grupo que havia atacado o vilarejo. As casas das famílias mestiças foram atacadas e algumas foram incendiadas, precisavam de ajuda...Alguém precisava ajudá-los. Pensando nisso, tirou a varinha do bolso interno do casaco e enviou um patrono para Agnes Rousseau, a chefe dos aurores e uma de suas amigas. – Homens encapuzados! Eles estão invadindo Godric Hollow agora! Precisamos de ajuda... – dito isso, caiu desacordada.


Importante!!!!

Voilà!!! Finalmente a ação dos adultos! Sorry pela demora mas vamos às explicações do que se segue agora:
1) A chefe dos aurores recebeu o patrono da sua amiga e convocou os aurores para auxiliar o pessoal de Godric Hollow. Logo, aurores e demais membros do Ministério, meus queridos, digam como foram convocados pela srtª Rousseau e o que encontraram por lá.

2) Medibruxos, meus amados, vocês terão trabalho! Após delegar o que seus aurores deveriam fazer a srtª Rousseau foi até o St Mungus solicitar auxílio médico para os necessitados.

3) Jornalistas de plantão: façam a cobertura do evento, ok?

4) Acho que é isso...Dúvidas da ação? MP-me, não se reprimam!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chloe Stanford
St Mungus
St Mungus
avatar

Mensagens : 173
Data de inscrição : 07/07/2011

MensagemAssunto: Re: Praça Central   Qui Dez 01, 2011 8:24 pm

Era meu dia de plantão no St Mungus e devo dizer que a noite estava pra lá de agitada. Não sei o que havia acontecido mas parecia que todos em Londres haviam decidido realizar feitiços de forma errada e acabaram por atingir outras pessoas.

Neste momento aproveitava a breve pausa que a falta de pacientes me proporcionara e me dirigi a sala de reuniões da equipe médica a fim de tomar um chazinho para me manter desperta... Tentei recordar a quantas horas estava ali, trabalhando sem cessar... 48 horas? É... mais ou menos isso.

Sim, eu era do tipo workaholic, imagino já ter dito algo a respeito e minha posição de jovem solteira, ao contrário de boa parte do corpo médico que era constituído de homens e mulheres casados com filhos... Não acho justo que eles não possam estar com suas famílias logo me oferecia para cobrir seus plantões e muitos aceitavam de bom grado. Claro que isso também servia para que eu obtivesse maior projeção, logo mais confiança e um cargo melhor.

Estava pensando nisso e no quão diferente minha vida seria hoje caso as coisas não tivessem dado tão errado no quesito sentimental. A esta altura meus pensamentos divagaram para o dia do Festival quando eu quase me deixei levar por aquela conversinha fiada de Julian e estava tremendamente grata por ter presenciado a ceninha de ciúmes dele para com Christina que oh... Fazia com ele, exatamente, o que ambos haviam feito comigo anos atrás... É... já dizia o poeta... o que vai, volta. Não que eu tenha ficado feliz com isso...ok, eu fiquei e não me culpe por isso. Fui distraída quando diante de mim, formou se a imagem do patrono de Agnes, a chefe dos aurores, na hora sentiu um calafrio me subir a espinha

Patrono da Agnes escreveu:
Alerta CGDE 5204, Godric Hollow foi atacada e preciso do maior contingente de medibruxos para prestar socorro às vítimas.

A imagem se desfez ao mesmo tempo em que o Chefe do hospital surgia diante de meus olhos e me liberava para ir atender ao chamado de Agnes. Aparatei e em pouco tempo lá estava, próxima a praça, visualizando o caos que se instalara no vilarejo, obviamente com a varinha em punho para o caso de alguma eventualidade. Casas incendiadas, pessoas caídas, outras correndo desesperadas. Permaneci uns instantes encarando aquela cena atônita, quem havia feito aquilo e... por quê? Fui distraída de minhas conjecturas por um puxão leve no meu jaleco. Instintivamente baixei os olhos e me deparei com um garotinho de 6 anos presumíveis, me encarando com os grandes olhos azuis marejados de lágrimas, ele tinha sangue escorrendo pela testa e antes que eu pudesse fazer qualquer coisa por ele, sua voz rompeu o silêncio

Garotinho escreveu:
– Mamãe precisa de ajuda...

Disse ele naquele tom infantil, me agachei até ficar com meu olhar na altura do seu olhar e retruquei – E onde está a mamãe, querido?

Ele não respondeu, apenas agarrou na minha mão e me guiou até um casebre, ou que tinha sido um... uma mulher pálida demais para o meu gosto abriu os olhos assim que me viu. Droga! O que haviam feito com ela? Me aproximei assumindo o controle da situação- Não se preocupe, tudo vai ficar bem...- odiava esses clichês mas precisava tranquilizar a mulher e a criança.

Comecei a examiná-la e executar os feitiços de cura mas ainda assim a mulher não me parecia nada bem. Mau sinal.

Mulher escreveu:
- Eram comensais...- ela disse com a voz entrecortada. Comensais? Como assim? Eles não davam o ar da graça há muito tempo - Disseram que tudo ia ser como antes...

- Shhhh... Por favor, não se esforce... - disse numa tentativa de desviar do assunto, afinal o garotinho ali me parecia assustado o suficiente sem saber sobre o maravilhoso mundo dos Comensais da Morte.


Ps> Aberta à interações! o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Praça Central   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Praça Central
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Praça Central de Magnólia
» Praça Central
» Praça Central
» Praça Central
» Central Park

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Praça Central-
Ir para: