InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Bem vindo

Bem vindos!



Sejam bem-vindos!
Novato no fórum? Registre o seu personagem e crie sua ficha.
Bom jogo!
Calendário
DATA ON: 22 a 28 de Setembro de 2019.



» CLIMA: Nublado, gélido e sujeito a ventanias.
» ALUNOS: aulas (Duelos, Adivinhação e Runas Antigas). Festa do Pijama. ADULTOS: ações livres tanto no Castelo quanto no mundo bruxo.
Destaques

(Por ranking).

Sonserina - 79 PONTOS.

Corvinal - 74 PONTOS.

Lufa-Lufa - 30 PONTOS.

Grifinória - 5 PONTOS.



Links úteis

LINKS ÚTEIS.


» Trama.
» Regras.
» Avisos.
» Listas.
Parceiros
Quer ser Parceiro? Adicione nosso button e envie um email para accio.forever@gmail.com



Créditos


Créditos.


O Accio Hogwarts é um Fórum de RPG baseado nas histórias de J.K.Rowling. Sem fins comerciais. Todo conteúdo disposto no fórum - imagens, html e tramas - é de uso único e exclusivo do ACCIO HOGWARTS.

Compartilhe | 
 

 Annabelle Krüstev D'lacroix

Ir em baixo 
AutorMensagem
Annabelle K. D'lacroix
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 505
Data de inscrição : 02/07/2011

MensagemAssunto: Annabelle Krüstev D'lacroix   Sab Jul 02, 2011 11:48 pm

((Dados do Player))
Nome:
Ana
Idade: 18
Data de Aniversário: 14 de maio
Cidade - Estado - País: João Pessoa - PB - Brasil
MSN: anamontenegro23@hotmail.com
E-mail: anamontenegro23@hotmail.com
Como conheceu o Hogwarts Revellium? A Aninha me trouxe aqui
Já jogou em fórum antes? Qual? Vários, tem mesmo que citar?
Leu algum livro de Harry Potter? Todos
Com que frequência conecta a internet para postar com o personagem? Quase todo dia
Possui outro personagem no fórum? Qual? Não

((Dados do Personagem))
Nome completo:
Annabelle Krüstev D'lacroix
Apelido(s): Belle, Bel, Bels
Idade: 16
Parentes: Shane e Rachel
Raça: Sangue puro
Data de Nascimento: 28 de maio
Local do Nascimento: Sófia, Bulgária

((Teste de Ação))
Estudar em Hogwarts me acostumou ao estilo de vida dos bruxos britânicos. Eu não pensava mais em búlgaro, e sim em inglês. Meu sotaque era tão perfeito, que eu poderia facilmente me passar por uma londrina. Todo esse costume fazia com que eu me perguntasse se deveria ficar de vez na Inglaterra. E devo confessar que a ideia me seduzia, já que eu não tinha boas lembranças da Bulgária.

O professor de Runas Antigas de Hogwarts estava perto de se aposentar, então, quem sabe...? Bom, mas ainda havia muito chão pela frente. E para me tornar professora, eu teria que estudar ainda mais. Claro que meus conhecimentos já eram profundos o bastante, mas sempre é bom aprender coisas novas, principalmente antes de assumir um emprego.

Eu pensava nisso enquanto andava pelo castelo. Deixei meus pés me levarem, sem realmente saber pra onde estava indo. Mas ao perceber que eu chegara no terceiro andar, resolvi dar um pulo na sala de lazer, pouco conhecida pelos outros estudantes. Ouvi dizer que havia álcool naquela sala, o que me chamou muito a atenção.

Esperava encontrar o recinto vazio, mas o fato é que havia uma ruiva ali dentro. "E essa é das minhas", pensei ao perceber a bebida em suas mãos. Eu pretendia ficar rondando o local, para conhecê-lo melhor, mas aquela menina me parecia tão familiar...

Fui até o estoque de bebidas e escolhi uma pequena garrafa de cachaça mágica brasileira. Um conhecido havia viajado pra lá no verão passado, e trouxe um pouco pra mim. Aquele tipo de bebida era absolutamente único. Além de causar os efeitos normais do álcool, ainda fazia com que você visse pequenas araras vermelhas voando. Às vezes, elas cuspiam fogo na sua cara e em outros lugares, mas não queimava, apenas fazia um pouco de cócegas.

Como eu não queria ficar loucona, resolvi dar apenas uns golinhos.

((Aparência))

Altura:
1,69m
Olhos: Verdes
Cabelos: Negros
Corpo: É magra, mas tem tudo no lugar certo
Particularidades: Oclumência
Avatar: Kristen Stewart

((Personalidade))
Humor:
Normal. Ri de coisas engraçadas, mas raramente faz piadas, e quase sempre está séria.
Qualidades: Inteligente, calma, organizada, decidida.
Defeitos: Quieta, curiosa, rancorosa, distraída.
Manias: Morder os lábios e roer unhas.
Maior desejo: Conseguir ser feliz e atingir um alto cargo no Ministério Inglês.
Maior medo: Ter sua mente lida por alguém (por isso estudou Oclumência).
Forma do Patrono: Coruja.
Cheiros de atração: Livros novos, chocolate e poeira.
Pior memória: Quando quase foi estuprada.
Vê testrálios? Não.

((Dados Escolares))

Casa:
Corvinal
Matéria preferida: Transfiguração
Matéria que não gosta: História da Magia
Matéria com mais aptidão: Transfiguração, DCAT e Feitiços
Matéria com menos aptidão: História da Magia, Adivinhação e Astronomia
Varinha: Azevinho, corda de coração de dragão, 26 centímetros, flexível
Animal de estimação: Não
Monitor: Não
Quadribol: Não
Objetos Mágicos: Não

((História))


Se quer mesmo saber, há muita coisa por trás desse rostinho sereno. Quem vê Annabelle de longe, pensa que ela é só mais uma garotinha nerd. Contudo, por dentro, o fluxo de pensamentos é intenso e perturbador. Essa avalanche de sensações tem causas bem claras e secretas que apenas Belle sabe dizer.

Mas vamos começar pelo começo.

A família D'lacroix, proveniente da França, é tradicional e purista. De forma a manter sua linhagem completamente mágica, resolveu se unir aos poderosos Krüstev. Foi justamente desse casamento que nasceram as trigêmeas idênticas: Rachel, Annabelle e Shane (exatamente nessa ordem).

No aspecto econômico, a vida de Annabelle era perfeita: ela sempre teve tudo que queria, do jeito que queria, na hora que queria (embora não costumasse desejar muitas coisas. Sempre se contentou com pouco, e não se importava em ter menos do que as irmãs).

Etretando, no que diz respeito à relação com a família, Annabelle sempre teve problemas. Não gostava de ficar junto às outras irmãs, e muito menos junto aos pais. Cresceu enfurnada no único lugar da mansão onde encontrava um pouco de paz: a biblioteca. E o fato de estar sempre lendo, fez com que ela se tornasse a mais inteligente das trigêmeas.

Annabelle nunca soube direito o motivo de preferir ficar sozinha. Talvez isso fosse apenas fruto de sua natureza introvertida, mas talvez fosse porque ela não gostava muito de seus pais. Às vezes, percebia que os dois lançavam olhares feios um ao outro, e que aumentavam as vozes quando estavam sozinhos. Sem contar que eram fúteis, viviam reclamando e nunca se satisfaziam com nada. Belle os achava tão ridículos, que às vezes pegava o seu prato e ia almoçar na cozinha, com o elfo, só pra provocá-los.

Certo dia, perto do aniversário de oito anos das trigêmeas, a sra. D'lacroix resolveu levá-las ao Ministério Búlgaro para que as garotas conhecessem seu local de trabalho. Annabelle não se empolgou, mas acabou sendo forçada a ir junto. De cara fechada, colocou uma roupa qualquer e se juntou às três.

Como havia previsto, o passeio estava entediante. Isso até o momento em que Annabelle se distraiu, soltou a mão de Rachel, e se viu sozinha em um corredor imenso. Aquilo a deixou completamente desesperada. Belle estava solta em um lugar completamente estranho, e sem nenhum conhecido por perto.

Começou a chorar baixinho, o que chamou a atenção de um homem com idade avançada. Ele perguntou se poderia ajudá-la, ouviu Annabelle narrar o acontecido e tantou acalmá-la com um sorvete e um premessa de levá-la até sua mãe e irmãs.

Não foi bem o que aconteceu.

O bruxo levou Belle até um cubículo qualquer e encurralou-a. No começo, ela pensou que o beijinho na bochecha fosse algo inocente, como os que seu pai lhe dava o tempo inteiro. Mas depois, Annabelle sentiu as mãos do homem pousarem em sua virilha.

Tentou gritar, mas foi silenciada com um feitiço. Tentou lutar, mas era pequena demais para se defender. O ato só não se concretizou porque alguém bateu à porta. O homem soltou Annabelle e lhe disse:

- Fique quietinha, porque se você contar a alguém eu vou te matar.

Hoje, Annabelle ainda tem pesadelos com isso. Nunca contou a ninguém sobre o fato, e mais tarde procurou ter lições de Oclumência para fazer com que aquilo continuasse oculto.

À partir desse dia, a garota ficou ainda mais quieta do que de costume. Ela praticamente parou de fazer refeições com os pais, passou a odiar sua mãe e a tremer sempre que alguém mencionava a palavra "Ministério."

Apesar de não demonstrar muito, Belle tinha carinho pelas irmãs. Principalmente por Shane. Havia algo nela que fazia Belle admirá-la. Não comentava com ninguém, nem mesmo com o elfo, que aos poucos se tornou seu único amigo.

O tempo passou um pouco, até que outro acontecimento meio perturbador ocorreu. Annabelle tinha dez anos e estava brincando (o que era meio raro) com sua trigêmea mais nova, Shane. Nada parecia anormal no início. Só que, por algum motivo, a boca de sua irmã pareceu muito chamativa. Annabelle foi tomada por um impulso (e veja bem, ela nunca foi muito impulsiva, mas seu desejo começou a gritar) e beijou Shane.

Por incrível que pareça, e para alívio de Belle, a irmã levou tudo na esportiva. Mas Belle ficou se lembrando daquilo o tempo todo. E então acumulou dois segredos que a perturbavam bastante: uma pequena paixonite pela própria irmã e o quase-estupro.

Aos onze anos, foi para Hogwarts e caiu na Corvinal, longe de Shane e Rachel. Não se importou com isso, porque sempre foi isolada mesmo, então ficar afastada delas não seria muita novidade. Sem contar que Belle nunca simpatizou com a Sonserina, apesar de sua família gostar muito de lá.

Como estudante, Annabelle era formidável. Sempre aparecia com as maiores notas e impressionava seus professores. Ela era, de fato, muito culta e inteligente. Isso fez com que fosse respeitada dentro da Corvinal e chamada de cdf pelos outros. Por sorte, suas irmãs costumavam defendê-la.

Quando Shane começou a namorar Charlotte, a corvina ficou triste e chorou um pouco. Porém, ela não demorou muito para que superasse e percebesse que o que sentia por Shane era apenas uma grande admiração e bastante ciúmes.

Seu primeiro beijo "de verdade" aconteceu no terceiro ano, quando brincava de verdade ou desafio no salão comunal. Annabelle ficou com um garoto e uma garota naquele dia. O garoto não demorou para chamá-la a um encontro, e então os dois se tornaram namorados. O relacionamento, porém, não durou mais de dois meses, porque Belle percebeu que preferia a solidão. E para enganar a carência, ela se acostumou a ficar com qualquer pessoa que aparecesse.

Quanto a amigos, não tinha. Só falava com as duas irmãs e com um ou outro conhecido. Annabelle gostava de ter companhia, é claro, mas não achava que isso era fundamental em sua vida. O pessoal do grupo de estudos semanal já bastava. O resto do tempo, ficava na biblioteca.

O quinto ano chegou, e com ele os exames N.O.M.s. Annabelle estudou como nunca, e foi fazer as provas cansada e com sono, o que tirou um pouco de pontos em algumas matérias. No entanto, de qualquer forma, obteve resultados brilhantes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 515
Data de inscrição : 13/06/2011

MensagemAssunto: Re: Annabelle Krüstev D'lacroix   Sab Jul 02, 2011 11:59 pm

Ficha aprovada e movida para o topico 'Ravenclaw'
bem vinda

maary
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://acciohogwarts.forumeiros.net
 
Annabelle Krüstev D'lacroix
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Annabelle Grant - Lasombra - Sabá

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ravenclaw-
Ir para: